4 de setembro de 2010

Review: Wildthorn by Jane Eagland ♥

Posted by Mandy Porto às 11:19 AM
Wildthorn Wildthorn by Jane Eagland
Editora: Houghton Mifflin Books for Children
N°de páginas: 352
Nível do Inglês: Médio
Público: Young Adult
Data de lançamento EUA: 6 de setembro/2010

Nota: 5/5 (Ótimo)

Sinopse 1:
They strip her naked, of everything—undo her whalebone corset, hook by hook. Locked away in Wildthorn Hall—a madhouse—they take her identity. She is now called Lucy Childs. She has no one; she has nothing. But, she is still seventeen—still Louisa Cosgrove, isn't she? Who has done this unthinkable deed? Louisa must free herself, in more ways than one, and muster up the courage to be her true self, all the while solving her own twisted mystery and falling into an unconventional love . . .
 --
Originally published in the UK, this well-paced, provocative romance pushes on boundaries—both literal and figurative—and, do beware: it will bind you, too. (source amazon.com)


Sinopse 2:
Louisa Cosgrove is Louisa Cosgrove – not Lucy Childs. Or, is she?
A horse-drawn carriage takes her to the wrong place: Wildthorn Hall, an asylum for the insane.
This must be a great misunderstanding.
I wished I were a boy.
I want to be a doctor.
She determined to scape – and only love will set her free.

Primeiro parágrafo:
The Carriage jolts and splashes along the rutted lanes flooded by the heavy November rains. Through its grimy window, all I can see of the unfamiliar Essex countryside are bare hedgerows, the skeletons of trees, looming out of the morning mist. I shiver and clutch my travelling wrap around me more tightly – the familiar roughness of its wool collar on my neck is conforting.

MEUS PENSAMENTOS:
O difícil de fazer resenhas de ótimos livros é não saber por onde começar. Wildthorn é tão perfeito em todas as maneiras que é impossível saber do que falar primeiro. É, eu me apaixonei por Wildthorn, e achei que nem gostaria tanto assim dele. A capa foi que me atraiu, mas eu não gosto muito de livros que são lá no passado sabe, mas depois do primeiro capítulo eu me impressionei legal. Não consegui mais parar, fui lendo, lendo e quando me dei conta já estava nas últimas páginas.

O que torna Wildthorn tão perfeito? Toda a história é impecável e muito bem contada. O livro é dividido em três partes, e na primeira parte temos flashbacks de Louisa para quando ela era criança até as semanas anteriores antes de ela ser levada ao hospício. A primeira parte é onde descobrimos se Louisa está realmente falando a verdade dentro do hospício, que ela não pertence lá dentro. Fica o mistério se ela é mesmo louca, e com os flashbacks para sua infância já nos demos conta que ela é diferente.

A história é contada na Inglaterra no século dezenove. Onde as mulheres somente tinham que cuidar da casa e dos filhos. Não tinham nenhuma liberdade de expressão. Então quando Louisa anuncia que quer ser uma médica e é uma menina rebelde, todos sabem que ela é diferente. Wildthorn me mostrou o que as mulheres passavam naquela época, e o que acontece com Louisa no hospício é simplesmente horrível. Me lembrou muito o filme Ensaio de uma Cegueira.

E para os curiosos, Wildthorn se inspirou em histórias reais de mulheres do século dezenove que foram postas em hospícios sobre alegações falsas. Para vocês verem como era fácil internar alguém. Imagina viver em um lugar com pessoas loucas, e ainda pessoas te tratando como loucas. Acho que Jane Eagland mostrou nos mínimos detalhes os acontecimentos, sem deixar de fora as coisas grotescas. Mas para você que ainda não leu o livro, te deixo o mistério para saber se Louisa foi posta lá dentro com falsas alegações. Ela pode ser louca afinal de contas.

Wildthorn se tornou um dos meus livros favoritos. É super, super diferente, nunca li um livro assim em toda a minha vida. Ainda mais sobre esse assunto. Só a palavra Asylum (hospício) já me dá arrepios. A escrita foi absolutamente perfeita, personagens muito bem construídos e Jane Eagland introduziu outro fato delicado para aquela época. Amor entre meninas. E o assunto foi abordado tão delicadamente e lindamente. Simplesmente tocante.

Como já pus as informações lá em cima, inglês nível médio, eu recomendaria para jovens de 15 anos e para as idades acima. Lançamento previsto para 6 de setembro.

Wildthorn é tocante, revelador, misterioso e perfeito. Não consegui parar de lê-lo.
Image and video hosting by TinyPic

6 Comentários ♥:

Livia on 4 de setembro de 2010 11:24 disse...

Uhhhhh!!!!! quero muito!!!

Nick e Mô on 4 de setembro de 2010 11:35 disse...

Ual, adoro livros ou filmes que se passam em hospicio. Tem uma coisa tão mistica e sombria neles, né? Adorei a resenha, Mandy e o livro parece ser muito legal!
beijos

Babi Lorentz on 4 de setembro de 2010 11:49 disse...

Achei a capa muito legal. Haha, a gente sempre tem dessa mania de se interessar pelo livro por conta da capa, né? Eu já me ferrei várias vezes por causa disso, mas parece que esse é interessante... Se eu não tivesse tanta preguiça de ler em inglês (olha que eu sou formada há dois anos e dou aula x_x), arranjaria logo para ver como é. Mas tenho a pequena impressão de que vou continuar esperando por ele em português.

Mariana on 4 de setembro de 2010 12:08 disse...

Eu tb AMEI ler esse livro!

Ele é super diferente e vc não consegue parar de ler enquanto não chega ao final.

Ótima resenha.

Bjs
;)

Ana Elisa on 4 de setembro de 2010 12:18 disse...

Adoro livros que se passam há muito tempo! Acho que eu iria gostar desse. A capa é maravilhosa!
Amei a resenha

Carol on 8 de setembro de 2010 09:16 disse...

Eu tb sempre sofro para escrever sobre livros que gostei demais HAHA

Não sabia q esse livro era assim tão diferente. Legal.

Postar um comentário

 

Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos